Pages

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Blecaute na sociedade ou sociedade em blecaute?




Recentemente boa parte do país ficou às escuras, à luz de velas... Tal escuridão me trouxe certa reflexão sobre o que estamos fazendo com a nossa sociedade.


O blecaute causou um grande medo em decorrência da violência urbana que poderia explodir por conta da falta de luz e, consequentemente, da pouca visibilidade.


Ora, há pouco tempo a humanidade não tinha luz elétrica e certamente não vivia em pânico...


A questão é: Será que estamos com um medo exacerbado de nós mesmos, ou realmente algo aconteceu de lá para cá que faz com que nos sintamos mais inseguros se não estivermos sob a proteção da iluminação pública?


Creio que estamos com tanto medo de nós mesmos que qualquer coisa é motivo para acharmos que uma hecatombe irá ocorrer. Claro que a população aumentou, a desigualdade social embora não tenha aumentado, mas diminuído, está proporcionalmente mais angustiante pelo forte consumismo que nos cerca, ou seja temos muitos crimes porquê temos muito mais vontades a suprir e um número desproporcional de possibilidades de satisfazê-las.


Enquanto estava no escuro, ouvia o rádio uma correspondente carioca de uma rádio, em tom de extremo alarme, pedindo para as pessoas não saírem das ruas, que a situação poderia ficar crítica na Cidade Maravilhosa, e tudo mais... Pessoas ficaram dentro dos metrôs, com medo desaírem as ruas por causa do escuro... Fiquei imaginando como explicar essa cena há 200 anos atrás... Quão hilário e patético seria para alguém daquela época.


Nos faz pensar o quão emocionalmente frágeis nós estamos em decorrência dos nosso medos e das nossa dependência da tecnologia. Acredito que perdemos um pouco da nossa humanidade, da nossa força interior, da nossa confiança no outro e trocamos tudo isso pelo medo, como uma criança que tanto têm que não percebe que o próprio medo de perder algo já faz com que ela tenha perdido o mais importante: Si mesma.

2 comentários:

Evandro Carlos Camacho (Zelvis) disse...

A luz fez crescer a sensação de segurança no homem moderno, logo, a ausência dela causa o efeito contrario.

Visitem:
AS LOUCAS IDÉIAS DE ZELVIS
www.eccamacho.blogspot.com

Nova Civilização disse...

Olá,

acredito que o progresso, o mundo em ascenção trouxeram também uma completa desconfiança e falta de credibilidade no próximo. Pois as notícias que andam por aí são assustadoras! Que pena...estamos todos fadados a uma prisão domiciliar?!?!

abraços,

Gisele